Sargento Torsani faz curso de aperfeiçoamento para Primeiro sargento . Conheça sua trajetória

Há 29 anos na Polícia Militar do Paraná, o Segundo Sargento Torsani conta que 26 anos de serviços foram prestados na rainha do Noroeste.

Em Nova Londrina, município cabeça de comarca, mais uma história merece ser destacada dentre tantas outras histórias de determinação e foco que conhecemos na Polícia Militar. É a história do Segundo Sargento Sidinei Torsani, de 48 anos, natural de Tamboara (PR) que faz o curso de aperfeiçoamento para o posto de Primeiro Sargento.

Sua trajetória tem início no ano de 1989 no município de Paranavaí, como soldado da PM/PR. A escolha pela missão de servir, se deve a influência do irmão que também faz parte da corporação. Há 29 anos na Polícia Militar do Paraná, o Segundo Sargento Torsani conta que 26 anos de serviços foram prestados na rainha do Noroeste, cidade em que conheceu sua esposa e criou raízes. Em março 1992 o sargento ingressava seu trabalho em Nova Londrina. Em quase três décadas de profissão foram muitas apreensões de drogas, recuperações de veículos e um marco em sua vida, a recuperação de cidadãos que progredia para o caminho obscuro do crime.

Escola de Formação, Aperfeiçoamento e Especialização

 O curso está acontecendo na 2.ª Esfaep – Escola de Formação, Aperfeiçoamento e Especialização de Praças em Maringá e concedera a promoção na patente de 1.º Sargento à Torsani. O curso teve início no dia 11 de setembro com uma duração de 5 meses, com a previsão para o término em fevereiro, mês que se consagrará a formatura.

No período do curso o sargento se afasta do comando para iniciar uma rotina diária de aulas que compreende o período das 7 horas até as 17 horas. O retorno às atividades oficiais em Nova Londrina será como 1.º Sargento. “A polícia militar é dividida em praça e oficial, o início da carreira na corporação é denominado praça a quem entra na academia militar como soldado, podendo galgar novos postos. No início da carreira o soldado faz a escola de aperfeiçoamento de cabo e sargento, sai da academia promovido terceiro sargento, em seguida é promovido segundo sargento sem precisar do curso de especialização e a promoção para Primeiro sargento necessita deste curso de formação que estou pleiteando, trazendo mais responsabilidades e cobranças diante da carreira exercida” explicou Torsani.

No período do curso o sargento se afasta do comando para iniciar uma rotina diária de aulas que compreende o período das 7 horas até as 17 horas. O retorno às atividades oficiais em Nova Londrina será como 1.º Sargento.

Nesta nova etapa o sargento vê perspectiva de melhoras em sua carreira e afirma que não pretende se aposentar tão cedo. O afastamento das funções diante do comando nova-londrinense é temporário devido ao curso, porém trará mais experiência com o aperfeiçoamento e especialização.

CAS curso de aperfeiçoamento de sargento
Assessoria de Imprensa